,

Roteirização logística: solução para gastos com combustível

roteirização logística

A roteirização logística vem se mostrando mais necessária do que nunca. Com tantas oscilações no preço do combustível – que em picos está chegando a mais de R$ 5 – é extremamente necessário encontrar medidas para que o custo das entregas fique menor.

Muita gente acaba pensando em soluções drásticas demais para contornar essa situação. A troca da frota por carros a etanol, por exemplo, gera ainda mais custos para controlar os gastos excessivos com a gasolina ou diesel. A terceirização da distribuição também pode representar custos ainda maiores.

Mas a solução pode ser muito mais simples do que você imagina. Só com a roteirização logística você já consegue elaborar rotas melhores e economizar bastante. Veja como!

O que é a roteirização logística?

A roteirização logística parte de uma premissa bem simples: você precisa entregar os seus produtos de forma otimizada, sem andar demais e acabar gastando muito com combustível. Mas como fazer isso?

É aí que entra a roteirização logística. Roteirizar a sua logística não é nada além de criar rotas antecipadamente para depois sair. Levando em conta qual é o caminho mais curto para fazer toda a ronda de entregas e depois voltar, você consegue economizar tanto em combustível quanto em tempo – e no processo ainda poupa o veículo, que transporta um volume de mercadorias mais adequado à sua cubagem!

Mas a roteirização logística que estamos falando é um pouco diferente. Quem é que planeja as rotas? Como ter certeza de que elas realmente são as melhores? E se houver a necessidade de uma mudança de trajeto no meio da entrega? É aí que se mostra todo o poder da automação de logística!

A roteirização logística encontra a automação

A automação está encontrando terreno fértil nas empresas. Já é possível automatizar desde fábricas inteiras até setores individuais, e fazer a integração com os sistemas de gestão, como os já conhecidos ERPs e CRMs.

Esse avanço já chegou no setor logístico e nos caminhões. Mesmo que nós ainda não tenhamos caminhões elétricos inteligentes, que se dirigem sozinhos, algoritmos já fazem o trabalho de roteirização logística, buscando a melhor rota.

A automação permite que o trabalho seja feito com muita velocidade, eliminando a necessidade de parar a parte estratégica do setor para fazer a roteirização, que pode levar tempo.

Com um software de roteirização, você consegue planejar sua rota em poucos cliques, considerando fatores como as janelas de entrega de seus clientes.

Simples, não é? É o poder da automação fazendo a vida dos motoristas/entregadores mais fácil – e a dos gestores de transporte também.

Controle amplo e em tempo real: a roteirização logística eficiente

Imagine você lá no depósito, com cliente ligando querendo saber a hora que a mercadoria vai chegar, porque ele precisa sair da loja. Ou mesmo uma situação menos crítica, você precisando saber onde tal motorista está e a que horas ele vai voltar. É preciso saber da sua carga horária para não gerar horas extras ou extrapolar a Lei do Motorista.

Se você não o acompanha em tempo real, fica difícil responder a esses questionamentos, mesmo que eles não sejam tão críticos. Ser gestor do setor de logística é um trabalho que, por si só, exige uma certa logística, e ela fica muito mais fácil com sistemas de roteirização.

Controlar tudo o que acontece no seu setor é de fundamental importância, e saber onde os motoristas estão também. Com a roteirização automática, isso não se torna um problema, muito pelo contrário: você consegue acompanhar o status de cada entrega desde o momento que ela sai até quando o carro volta.

Todos os veículos

E quando a gente fala em caminhão, isso não quer dizer que o sistema funciona só para esse tipo de veículo.

Caso a sua frota seja composta por vans e outros modelos que realizam entregas no seu atacado distribuidor, o sistema também pode ser utilizado para traçar a melhor rota, economizando tempo e combustível.

Agora, você já sabe que existem maneiras de fazer o controle da sua frota de uma forma simples e absolutamente precisa, mas, mesmo assim, vem outro questionamento: como escolher a plataforma certa? É sobre isso que falamos no nosso próximo artigo. Vamos continuar a conversa?