,

Como reduzir custos operacionais com logística integrada?

logística integrada

A logística integrada vem se inserindo, a cada dia que passa, como o caminho natural para a regulamentação das operações de transporte na realidade empresarial.
Com ela, a redução de custos e o maior rendimento dos setores relacionados ao transporte podem ser vistos como mais do que um simples resultado: são uma consequência.

Quer saber o que é a logística integrada e como se beneficiar das suas vantagens? Acompanhe.

O que é a logística integrada?

Analisando apenas o termo, já é possível ter uma boa ideia sobre o que, de fato, é a logística integrada, não é?

Ela é a busca pela união dos setores e a criação de cadeias de transporte – as suplly chains –  que, de uma forma ou de outra, influenciam no transporte de mercadorias para o seu destino final.

Com o constante acesso à informação e o florescimento de inúmeros negócios que vendem direta ou indiretamente para o consumidor final, as empresas que lidam com o transporte de mercadorias precisam estar sempre à frente das expectativas dos clientes, que, agora, não buscam apenas o produto: eles avaliam toda a experiência da compra.

Já é possível identificar a necessidade da logística integrada apenas nesse ponto. Para os clientes, o processo de entregas deve ser eficaz e trazer vantagens. A era de esperar por um produto durante semanas já chegou ao fim, sendo que, a cada dia que passa, mais e mais empresas conseguem trabalhar com prazos menores. A logística integrada é quem atua por trás dessa extrema eficiência.

A logística integrada para reduzir custos e encantar os clientes ao mesmo tempo

Com a união de informações e a integração de processos com soluções de automação, softwares especializados e uma comunicação interna e externa absolutamente eficiente, é possível gerenciar as entregas de ponta a ponta, desde a origem do produto na indústria até o seu destino final, nas mãos do cliente.

Com a metodologia da logística integrada em prática, os custos operacionais são interdependentes, o que aumenta a produtividade e elimina pequenos erros operacionais, que podem se desenrolar em atrasos, multas por quebra de contratos, prejuízos com perdas de produtos, etc.

Além disso, com a logística integrada, é possível – na verdade, fundamental – a criação de cadeias de distribuição englobando fornecedores, distribuidores e pontos de venda em regime de parceria. Dessa forma, o poder competitivo de todos os envolvidos nessa “aliança” se torna muito maior, e a sua influência, por conseguinte, também.

Como a logística integrada é possível?

A logística integrada age em alguns fronts fundamentais para funcionar corretamente, sendo que eles podem ser diferentes de empresa para empresa, por conta da realidade, da complexidade do produto, dos perfis dos consumidores e do negócio – B2B e B2C, por exemplo -, etc.

Administração

Essa faceta da logística integrada diz respeito à administração dos processos de produção da mercadoria, bem como a negociação de aquisições, estocagem, a garantia da qualidade, gestão do transporte, dentre outros.

Nesse momento, é de grande importância estabelecer parcerias com os seus fornecedores principais, que, muitas vezes, acabam sendo a as indústrias de manufatura. Esse é o primeiro elo na cadeia de distribuição, e deve ser feito com esmero para reduzir custos e aumentar a velocidade da produção e distribuição.

Movimentação

Aqui, se regulam as operações de transportes relacionadas à captação de matéria-prima para a produção pela indústria, seu acondicionamento adequado, o entendimento de rotas e a otimização de todos os processos relacionados ao translado entre os integrantes da suplly chain.

Destino final

É nessa fase que, normalmente, são colhidos os louros da logística integrada. Caso tudo corra bem nas anteriores e o trabalho de gestão tenha sido feito satisfatoriamente, o fluxo de entregas será muito mais eficiente e não trará prejuízos.

Mas ainda assim, há alguns pontos a se considerar no destino final das mercadorias, como o controle da devolução de mercadoria, a correta identificação de prazos, relacionamento com o cliente ou o PDV e a procura de parcerias com transportadoras – caso você não possua frota própria -, e que são fundamentais para fechar com chave de ouro o seu sistema de logística integrada.

E aí, o que achou da logística integrada? Pronto para aplicar? Fale com a Máxima para saber como nós podemos te ajudar e até a próxima.