,

Como fazer um bom gerenciamento de categorias no PDV?

Como fazer um bom gerenciamento de categorias no PDV

O gerenciamento de categorias no PDV é uma das tarefas mais importantes  dentro de uma estratégia de trade marketing.

Sem tempo de ler agora? Experimente ouvir o artigo, é só clicar no player abaixo.

São as técnicas de organização em categorias no PDV que permitem uma maior visualização da sua marca, algo essencial para captar a atenção dos consumidores.

Você tem dúvidas sobre o que é o gerenciamento de categorias no PDV? Está enfrentando problemas com a visibilidade e procura resolvê-los? Então, continue a leitura deste artigo, porque vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre as categorias no PDV.

O que é o gerenciamento de categorias no PDV?

Antes de qualquer coisa, é importante que fique claro o que são as categorias no PDV, para que você possa entender perfeitamente como o seu gerenciamento ocorre e quais são as vantagens obtidas por essa prática.

As categorias no PDV são uma forma de fragmentar a compreensão da venda dos produtos de maneira mais específica, sem generalizações que podem ser prejudiciais para o entendimento dos resultados obtidos em sell out.

Essas categorias no PDV também são muito vantajosas para os clientes, que encontram o que precisam por meio de um sistema intuitivo. Nesse cenário ganha ganha, obtém-se uma comodidade maior para os consumidores, uma grande exposição para os produtos dos distribuidores e indústria e um aumento das vendas para o varejo.

O gerenciamento das categorias no PDV se preocupa com a melhor definição dessas categorias e onde o seu produto se encaixa melhor, assim como quais são os resultados que elas pretendem atingir e o que deve ser feito para que esses objetivos e metas sejam atingidos.

Podemos dizer, então, que o gerenciamento de categorias no PDV é um esforço conjunto entre a indústria, distribuidora e o varejo para definir categorias de acordo com o que elas atendem, e o ato de gerenciá-las procurando aumentar o lucro e a comodidade dos shoppers.

Confira também as nossas dicas em vídeo:

Organizar para vender

Dentre as várias formas com que a indústria se comunica com o consumidor, a mais comum é através das gôndolas. Elas entregam se a marca possui variedade e preço.

O gerenciamento de categorias tem na organização uma forma de direcionar suas atividades de acordo com o que o cliente espera encontrar. Através de acordos com o varejo, é possível definir uma categoria “limpeza”, por exemplo, em que o shopper encontrará os seus produtos em meio a outros, e outra subcategoria, “limpeza pesada”, dominada pelos seus rótulos.

Dessa forma, você dá mais variedade para o shopper, aumentando suas vendas por impulso com soluções práticas e sem muito custo.

A organização do estoque também é fundamental no gerenciamento de categorias no PDV, para que seja fácil realizar a reposição e que não haja problemas com perdas desnecessárias.

Como fazer um bom gerenciamento de categorias no PDV?

O gerenciamento de categorias no PDV envolve várias questões, todas elas pautadas no bom entendimento do mercado, dos consumidores e das suas ações de trade marketing. Aqui, listamos as melhores práticas para você não errar na hora de definir suas estratégias.

Conheça o mercado  

É importante conhecer o mercado para que você possa realizar um bom gerenciamento de categorias no PDV.

Saiba quais são as necessidades do consumidor e do varejo, como a categoria almejada se comporta, qual é o retorno esperado e o que a concorrência está ofertando, e a partir daí, trace metas contundentes com as suas informações e estratégias.

Com esse estudo, é possível identificar gaps de produtos não ofertados na região ou especificamente para o varejo, e, assim, inserir a sua marca para suprir essa demanda em posição de destaque.

Sortimento

O gerenciamento de categorias é o que define o mix de produtos a ser ofertado, levando em consideração o estudo de mercado feito anteriormente pela sua equipe de trade marketing.

O sortimento é, normalmente, a estratégia que mais encanta os shoppers, que se importam muito com a variedade.

Dessa forma, um bom gerenciamento de categorias se dedica a identificar a melhor forma de apresentar vários produtos no mesmo espaço, levando em conta a comodidade dos consumidores.

Reposição de produtos

A reposição é o trabalho mais simples do gerenciamento de categorias no PDV, mas também deve ser realizado perfeitamente, já que define o sucesso de todo o seu planejamento.

Não adianta estabelecer categorias baseadas em informações contundentes se os produtos simplesmente não estarão lá quando os shoppers procurarem por ele. Nesse ponto, a gestão do estoque também é de suma importância, pois é ela que vai garantir a reposição rápida e assertiva, assim como minimizar o custo por perdas.

Introdução de novos produtos

Nós já estabelecemos que a variedade fala alto nas estratégias de gerenciamento de categorias no PDV, sendo que aumentá-lá com a oferta de novos produtos é fundamental para que as pessoas desenvolvam um ótimo relacionamento com a sua marca.

A introdução de novos produtos deve ser pensada com a visão do comprador, que possui várias necessidades. Identificar formas alternativas de saná-las é o ideal, e os novos produtos são a principal estratégia para conquistar esse objetivo.

Gostou desse artigo? Ficou com alguma dúvida? Escreva pra gente pelos comentários e até a próxima.