, ,

Atacado distribuidor: por que atuar com venda direta?

atacado distribuidor

O atacado distribuidor está enfrentando um novo desafio. Os modelos tradicionais de negócios estão rapidamente se tornando obsoletos e os pontos comuns de distribuição, como lojas físicas, não são mais um requisito para fazer negócios na economia moderna.

Graças à internet, você pode vender para praticamente qualquer pessoa, de qualquer lugar do mundo, em transações B2B e B2C. Como um atacadista nesse cenário, pode fazer sentido começar a vender seus produtos diretamente, sem a presença física do vendedor. Mas por quê?

É exatamente isso que responderemos hoje! Continue lendo e descubra porque você deve passar a atuar com venda direta agora mesmo!

Por que os fabricantes começaram a vender diretamente?

No modelo antigo, os fabricantes obtinham apenas pequenos lucros em comparação com as margens dos atacadistas. Como a venda pelo atacado distribuidor era sua única opção, eles não tinham muito poder para desafiar o sistema.

Mas com a capacidade que a internet trouxe de conectá-los diretamente com as pessoas que querem seus produtos, os fabricantes podem aproveitar os lucros que antes compartilhavam com atacadistas.

Anteriormente, as empresas precisavam que os atacadistas interessados ​​fossem vistos como uma empresa legítima. Elas precisavam da validação de um varejista estabelecido para entrar na frente dos clientes e gerar vendas.

Mas com sites como o Amazon e o eBay, os clientes não compram mais somente o que está disponível; eles estão dispostos a procurar itens muito específicos para atender verdadeiramente às suas necessidades e interesses.

Empresas de todos os tamanhos fizeram milhões vendendo online, muitas vezes, com produtos enviados de casas particulares e garagens. Ao ignorar os custos do espaço de varejo e as tarifas que vão para o atacadista, elas também podem vender os produtos por menos que os fabricantes, se tornando ainda mais atraentes para os consumidores.

Esta é uma indústria em constante evolução, que está mudando a forma como fazemos compras e negócios. Com tempos de entrega cada vez menores, a obtenção de um item ou peça especial pode ser feita no conforto de um sofá, dificultando a atração de clientes pelo atacado distribuidor e varejistas tradicionais.

Mas então, o que o atacado distribuidor pode fazer?

Para os atacadistas, o setor está mudando, mas isso não significa que você esteja fora do mercado. Quer dizer apenas que você precisa se adaptar a esse novo ambiente.

O atacado ainda será um grande negócio; mesmo que pareça diferente do que é hoje. Muitos fabricantes não têm o pessoal ou o desejo de lidar com vendas pela internet ou vendas diretas. Eles não têm o espaço ou o conhecimento para vender diretamente.

Esta é uma oportunidade perfeita para o atacado distribuidor ganhar dinheiro. Ao fazer a transição para atuar com vendas direta pela internet, os atacadistas passam a ter controle sobre essa ponta do negócio, no lugar dos fabricantes, e a aumentar seus lucros.

Isso pode ser tão simples quanto configurar uma conta na Amazon ou no eBay, ou tão elaborado quanto criar sua própria plataforma de e-commerce; o importante é que seja dimensionado para atender às suas metas de negócios.

Quais são os benefícios da venda direta online?

Como os consumidores foram para a internet, as empresas de atacado também foram. No início, isso significa simplesmente uma maneira de aproveitar mais de cada venda e aumentar o volume de pedidos, servindo como um canal online para B2B.

Hoje, o setor está começando a reconhecer o comércio eletrônico direto ao varejo como um caminho para a vantagem competitiva e o crescimento. Mas quais são os benefícios de mover sua marca para a arena de comércio eletrônico? Vamos a eles:

1- Aumentar sua vantagem competitiva

As marcas atacadistas estão encontrando cada vez mais concorrência nos espaços de varejo, e essa tendência não parece estar perdendo força.

Se, antes, em uma era pré-internet, um atacado distribuidor competia com outras 3 a 5 marcas pelo espaço de prateleira de varejo, hoje ele pode enfrentar centenas de concorrentes, tanto online quanto offline.

À medida que a metragem quadrada se torna cada vez mais preciosa, os varejistas estão se vendo com menos para oferecer e, especialmente para marcas menores, com um custo mais alto para fazer negócios. Muitos estão se voltando para o potencial do e-commerce como uma maneira de mover sua marca em torno desses obstáculos.

2- Ganhe controle sobre seus preços

O comércio eletrônico direto ao cliente final não oferece apenas potencial de crescimento; ele também coloca o poder sobre o preço de volta em suas mãos.

As vendas diretas estão mudando o cenário. O trabalho com promoções e condições diferenciadas para as compras online podem gerar vendas e margens que irão fazer a diferença na lucratividade no fim do mês. A partir dessa posição, as marcas podem gerenciar seu próprio poder promocional para impulsionar incentivos, aquisição de clientes e fidelidade à marca.

3- Fortaleça sua marca

Os compradores estão mudando. Hoje, eles estão analisando muito mais sobre quem é uma marca e o que ela tem a oferecer. O consumidor de hoje quer que a marca que de quem ele está comprando ofereça o pacote completo: não apenas um produto de qualidade, mas uma experiência de compra excepcional do início ao fim.

Vender online significa estar no controle de toda a jornada que seu cliente tem com sua marca. Se a equipe de varejo mal treinada ou sistemas de negócios ineficientes pode ter retido sua marca no passado, o e-commerce permite que você execute como achar melhor.

As vendas diretas pela internet oferecem ao atacado distribuidor a oportunidade de se manter ativo em um mercado que só tende a aumentar em concorrência.

E você, atacado distribuidor, vai ficar de fora? Aproveite e baixe gratuitamente nosso e-book sobre e-commerce B2B e saiba tudo que precisa saber para começar a transformação na sua empresa!